Continuação do estudo dos 5 minsiterio por Celso Bertoni

PROFETAS 

 “Assim como creio que Deus tem levantado apóstolos eu também creio que Deus tem levantado profetas para cooperar para com a edificação da Igreja do Senhor Jesus.

Definição no Dicionário: Porta-voz de Deus, que recebe uma mensagem da parte de Deus e proclama a um grupo específico de ouvintes.

Definição no Dicionário Bíblico: Palavra originária do grego que significa aquele que proclama. Os profetas bíblicos falavam principalmente dos males de sua época. Mas a profecia bíblica também descrevia o que aconteceria se as pessoas fizessem ou não fizessem determinadas coisas, e o que o profeta esperava para o futuro de seu povo.

Temos visto pessoas sendo ungidas e reconhecidas como profetas pelo fato de ser usada no dom da profecia. trazer palavra profética. Gostaria de poder estar aprofundando muito mais sobre isso. Uma pessoa que é usado no dom de profecia é um profeta, dentro daquilo que definimos como um profeta dentro de um dos 5 ministérios descrito em Efésios? Eu creio que não necessariamente, pois o Espirito Santo que habita em nós pode usar qualquer um no dom de profecia; pode usar um pastor, um apóstolo, um médico, um professor. Por isso, precisamos definir que existe a possibilidade de uma pessoa ser usada no dom de profecia e não estar sobre ela o ofício de profeta(dentro dos 5 ministérios).

Tendo escrito isso quero dar seqüência escrevendo sobre aqueles que tem o ofício de profeta.

Em primeiro lugar, tal qual já dito sobre os apóstolos, é Deus quem concede/dá e para o propósito da edificação da Igreja. Sendo assim, quero apontar, em amor, alguns “desvios” que dificultam o processo do profeta poder obter sucesso em somar para o Corpo de Cristo, sem ser visto como rebelde ou uma pessoa do contra.

Vamos chamar de O PROFETA E SEUS “DILEMAS”/DIFICULDADES 

NO IMPULSO DE APONTAR O PECADO DA IGREJA, ESQUECE QUE FAZ PARTE DA MESMA IGREJA “CONTRA” QUEM PROFETIZA. Isso é muito comum de se ver. Profetas, que por estar debaixo deste ofício o Senhor levanta com a missão de apontar os erros, não para acusação e sim para que haja conserto. No processo de denunciar o desvio e quebra de aliança, acaba esquecendo que a Igreja, a quem está denunciando o erro, é a sua própria Igreja a Noiva de Cristo. O ideal seria que cada palavra de correção e de denuncia fosse levado neste prisma: é a noiva de Jesus a qual eu também faço parte e a motivação ao invés de peso/acusação passa a ser AMOR. Por exemplo: Jeremias ao profetizar revelando o cativeiro pela quebra de aliança também foi junto ao cativeiro.

POR SER BOCA DE DEUS, NÃO USA DE SABEDORIA PARA ABRI-LA. Creio que o profeta deve carregar consigo o Espírito Santo e pedir/clamar por sabedoria para passar cada palavra que o Senhor compartilhar. Ser fiel no passar a palavra sem interpretar, pois neste interpretar é que acontece os erros. Ser fiel.

ACHAR QUE ESTÁ SÓ, QUE É ÚNICO. Por ser usado e por carregar, muitas vezes, palavra(s) profética para uma cidade, nação pode cair no erro de pensar que é O PROFETA. E então todas as coisas que Deus compartilha como planos para edificar a Noiva da cidade e nação acredita que tem de acontecer por meio dele. Eu costumo usar uma frase para este mal: “para ele, por ele e por meio dele tem de ser todas as coisas…” Sei que é de uma forma sutil mas, o profeta precisa estar atento pois tudo aquilo que Deus compartilha não necessariamente tem de acontecer por meio dele e sim deve se alegrar e apoiar quando outra pessoa é levantada para cumprir com um propósito do Senhor. Porque sim: “Por meio DELE e por ELE e para ELE são todas as coisas…”

ACHAR QUE TEM DE VIVER NA INDEPENDÊNCIA. Acaba sendo uma soma de coisas e ao achar que é único e que está só acaba vivendo isolado, alheio as coisas que Deus está fazendo fora do seu círculo de vivência e sem ter comunhão com outros do corpo de Cristo. Isso só faz acentuar a sensação de ser o único correto.

ORGULHO E A SOBERBA. Esta acaba sendo a fortaleza que impede de ver os pontos anteriores.

COMER DO PRATO DE JEZABEL – REJEIÇÃO. Na verdade por não ser muito bem aceito, em alguns momentos pelas palavras que carrega, mas também pela falta de sabedoria de passar esta palavra, acaba sendo rejeitado. Esta rejeição é o que alimenta o espírito de Jezabel descrito em Apocalipse.

MOTIVAÇÃO DA ENTREGA DA PALAVRA – SUPRIR A REJEIÇÃO. Neste ponto pode se estar vivendo conforme um ou mais itens anteriores acaba buscando uma ou mais maneiras de suprir sua rejeição:

  • INTERPRETAÇÕES ERRÔNEAS” – Acaba interpretando tudo que recebe e outros recebem em prol de sustentar a sua própria crença. Ou seja, a interpretação dele acaba pendendo sempre para o próprio lado.
  • “SINAIS” – Ainda junto das interpretações está o fato de poder começar a apontar sinais que lhe são convenientes. Ou seja, só dá enfase a fatos que podem endossar sua própria vida.
  • “PROFETADAS” – Aquelas palavras proféticas vinda do fundo da alma.
  • “REVELAMENTOS” – Revelações fundadas em deduções óbvias que acabam dando uma falsa sensação de ainda estar sendo usado por Deus.
  • “FALSAS VISÕES/SONHOS” – Por estar com um ou mais itens, mencionados, impregnados em sua alma passa a ter visões e sonhos que sustentam sua “crença”. Isso lhe dá a sensação de estar no caminho certo.
  • “CAÇA-DEMÔNIOS – Começa a atribuir a demônios tudo que vai contra aquilo que carrega como crença.

Como de fato deve ser um profeta?

De acordo com as escrituras o profeta tem algumas coisas que carrega no seu ofício.

Zelar pela Aliança (Benção e Maldição)

Carrega consigo o amor de Deus que ama tanto que deseja que estejamos sempre vivendo debaixo da benção da aliança. Textos: Amós 4:4 / Levíticos 26 / Deuteronômio 28 / Isaías 1

O Profeta e a Santidade

Por conhecer a Benção e Maldição zela pela santidade pois tem a revelação de que Deus é Santo. Texto: Isaías 6

O Profeta e as Autoridades

Tem livre acesso as autoridades e as autoridades tem livre acesso ao profeta. 

Textos: 2 Reis 20 – Ezequias / 1 Samuel 13:8-14 – Saul / 2 Reis 3:13 – Josafá

O Profeta e os outros profetas

Não acha que está só, antes porém sabe que tem de estar no meio de outros profetas pois ali flui as profecias.

Textos: 1 Samuel 10:5; 10:10 / 1 Samuel 19:20

O Profeta e o ministério

Sabe que tem de sumir, desaparecer e permitir que o Senhor cresça. Por isso não se ensoberbece com os sinais que Deus escreve através de sua vida.

Texto: João 3:30

Concluindo

O que fazer,como profeta, para ajudar na edificação da IGREJA e não viver os DILEMAS de um Profeta?

  • Não perca o foco do propósito deste ministério: para edificação da IGREJA, permitir que ELE cresça.
  • Não andar sozinho. Deus tem levantado diversos profetas, debaixo do ofício profético, para edificação da IGREJA. Estar buscando saber o que Deus tem falado a estes profetas.
  • Não achar que o profeta que vai vai levar a IGREJA à maturidade. Quem faz isso é o Senhor e para que isso aconteça ELE deu apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres. Sendo assim, o profeta tem de estar em contato e interagir com os outros 4 ministérios para que isso aconteça.
  • Ao mesmo tempo que tem de ser firme, por causa do papel profético, não permitir que está firmeza lhe torne uma pessoa que não ouve outros, pois Deus usa outros membros do corpo para auxiliar no crescimento da IGREJA.
  • Submeter as interpretações a outros do corpo de Cristo, pois desta forma evita o erro.
  • Colocar o orgulho/soberba de lado e admitir o erro e falha, o nome do Senhor é que precisa ser zelado e não o do profeta.

Enfim, ter amor, pois o amor é a base de tudo. Se for motivado pela ira pode perder-se facilmente. Deixar Deus irar-se pois ele é temperado de uma porção de amor que Lhe permite a ira. Quanto a nós… que haja misericórdia sobre nós.

Deus abençoe

Fe Rossi