passion1

Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciarão pelos nossos pecados.   1 Jo 4:10

A Salvação é dada por Deus, movida por Deus, autorizada por Deus, e originada em Deus. A dádiva não é do homem para Deus, é de Deus para homem.

A salvação é nosso caminho ate Deus, qualquer outra aproximação é um sistema de troca. O cristianismo não é negociável – Amor e graça não pdem ser também.

Não podemos esquecer que nos perante Deus somo trapos de imundícias (IS 64:6) e nada que fizermos pode “convencer” Deus de algo por nós ou para nós. Nós temos falhado e falhado sempre e é neste contexto que a graça e o amor se manifestam.

O mais alto sonho de Deus não nos fazer ricos, bem-sucedidos, populares, famosos, melhores…O sonho de Deus é nos fazer justos diante Dele.

Uma vida de arrependimento e confissão o SR espera de nós para que sua justiça pela graça seja sobre nossa vida , embora Ele ame o pecador e não pode tolera nosso pecado, Ele nos ama como somos mas não aceita nos deixar como estamos, seu desejo é a cada nos tornar a imagem de Jesus, pois para isso nos predestinou. ( Rom 8)

Deus não fecha os olhos aos nossos pecados, nem compromete seus critérios. Não ignora nossa rebelião, e nem afrouxa sua exigências. Em vez de descartar nosso pecado Ele sentencia a si próprio na cruz. A Santidade de Deus é honrada com isso, nosso pecado punido e assim podemos ser redimidos, porem para isso temos que dar o passo de arrependimento constante, pois é neste caminho que honramos a graça e somos diariamente transformados.

O que não podemos é tentar compensar a nossa divida. Cada oração é um cheque preenchido, cada boa ação um pagamento feito? Se pudéssemos ter um ato bom para cada ato mau…mas não é assim que funciona….Se fosse assim talvez nossa conta estivesse justificada, mas acontece que não sabemos o “preço” do pecado, quanto custa cada pecado…??? Não sabemos o tamanho de nossa divida …

Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus

Ao qual Deus propôs para propiciarão pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus; Rom 3:24-25

Mas fica claro que custo dos nosso pecados é maior do que podemos pagar…Ele custou sangue e sangue inocente.

A graça é algo arriscado e muitas vezes de difícil compreensão, não podemos negligenciar a graça, mas também não podemos ser levianos com ela…Há possibilidade de a pessoa levar isso ao estremo e ate mesmo abusar da bondade de Deus.

“… s benignidade de Deus nos leva ao arrependimento “ Rom 2:4

Não podemos ver a graça como permissão para pecar, pois estamos perdendo inteiramente a graça, e não podemos também negá-la por não achar merecedores, o que temos que entender é que por amor ao Sr nossas vidas devem estar sempre aos pés da cruz e arrependimento.

Deus não nos quer pecando, Ele deu a graça porque saberia que pecaríamos e Ele não deseja estar longe de nós, este é com certeza mais um motivo de vivermos retamente diante do Senhor, o amor Dele é único por nós.Para entendermos o seu amor, segue uma pequena historia.

 Nos anos 60 uma cadeia próximo a São Jose dos Campos foi dirigida por 2 Cristão que a fizeram funcionar denyto dos princípios do evangelho. Um jornalista americano – Chck Colson visitou esta prisão e escreveu a seguinte reportagem: “Quando visitei a cadeia Humaitá, encontrei os reclusos sorrindo; o que me abriu o portão e segurava as chaves era um assassino. Por onde andei , vi homens em paz e versículos bíblicos decorando todas as paredes…Meu guia escoltou-me ate a cela usada para torturas e contou-me que hoje aquela cela abriga um único preso. Quando chegamos no final do corredor ele pós a chave na fechadura, fez uma pausa e perguntou: – tem certeza de que deseja entrar? – Claro! Respondi – tenho visitado  muitas celas de isolamento por todo o mundo. Vagarosamente ele abriu a porta e eu avistei o prisioneiro daquela solitária: um cricifixo lindamente esculpido pelo reclusos  e o prisioneiro Jesus Cristo pendurado na cruz.– Ele esta fazendo a vez de todos nós – disse meu guia suavemente.”

Cristo tomou nosso lugar. Não precisamos mais da cela. Já ouviu um prisioneiro liberto querer voltar para prisão?

Rom 6:67 nos diz: Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado. Porque aquele que está morto está justificado do pecado.Ele não esta dizendo que impossível o crente pecar; mas esta dizendo que estupidez fazê-lo…

O que tem a prisão para que a gente a deseje? A Vida sem Cristo, sem salvação era melhor? Então porque vivermos ferindo ao Sr com nossos pecados? Porque não tratarmos o pecado quando falhamos?

Retornar ao pecado após selar nossas vidas com o Sr e como cometer adultério em plena lua de mel. Pode imaginar a esposa(o) descobrindo seu cônjuge nos braço de outra (o), depois de ter ouvido ele (a) jurar no altar de Deus uma aliança?

É como se Deus nos pergunta-se : Nossa união não significa nada para vc? Nossa aliança é tão frágil, que você prefere os braços de uma prostituta aos meus?

 O Senhor desde o inicio tem apelado para a honestidade. Ele nunca pediu perfeição, mas tem esperado veracidade, verdade de nossa parte …Desde o antigo testamento Ele nos fala sobre isso. Lv 26:40-42, diz: Mas, se confessarem os seus pecados e os pecados dos seus antepassados, sua infidelidade e oposição a mim, que me levaram a opor-me a eles e a enviá-los para a terra dos seus inimigos; se o seu coração obstinado se humilhar, e eles aceitarem o castigo do seu pecado, eu me lembrarei da minha aliança com Jacó, da minha aliança com Isaque, e da minha aliança com Abraão, e também me lembrarei da terra.

 Deus despreza o pecado, mas quer tratar dele sempre. Nisso é revelado o amor de Deus.

Entendendo sua graça de forma mais direta.

 A graça deve ser entendida por nós como suficiente para qualquer situação, seja na questão do perdão de Deus nas nossas vidas, seja na nossa caminhada quando precisamos de “favor do Sr”.

O quanto entendemos a graça irá revelar o quanto amamos também o Sr.A Palavra diz: 2 Cor 12:9 –  Minha graça te basta

Ou seja: ela é suficiente para qualquer coisa, ela e tão somente ela.

E o que a graça senão o amor derramado na Cruz, o qual não merecíamos e Ele deu a nós. Você já parou para pensar que Cristo amou e morreu por vc sabendo do pecado que vc cometeu hoje e do pecado que vc vai cometer daqui um mês?

Isso nos mostra que SÓ A CRUZ já seria o mais que suficiente para sermos felizes. Só a Cruz , a graça derramada por nós é o que precisamos.Porque estou mencionando isso? Porque imagine se aquilo que vc precisa de resposta, precisar de um SIM de Deus, de repente for NÃO?

Vc pergunta algo importante para Deus e Ele diz não. E se o pedido atrasar ou não for atendido nunca? Como você reage? E Se Ele disser: minha graça te basta. So que fiz na cruz é suficiente, não preciso mais atender este seu pedido, caminhe na minha graça e será suficiente. Como vc reagiria? Ficaria contente? Seria realmente suficiente?

Contente. Esta é a palavra…um estado de coração no qual vc esta em paz; se Deus te disser não é assim que vc vai ficar? Contente? Se o único presente de Deus para vc, a única benção atendida fosse a graça, cruz-salvação…Isso bastaria para vc?

Veja bem, da perspectiva celeste, a graça é suficiente. Se Deus não fizesse para nós mais nada que nos salvar do inferno, poderia alguém reclamar? Se Deus salvasse nossa alma e nos deixasse viver leprosos numa iha deserta, estaria Ele sendo injusto? Uma vez que nos dado a vida eterna quando nossa herança era condenação, não devemos reclamar ou murmurar de mais nada.

 Mas que bom que Deus não nos deixou apenas “ com a salvação” Ele quer nos abençoar e estar vivos e com saúde, já mostra a dádiva de amor do Senhor. Estamos refletindo nisso para entendermos o que realmente importa para nós em Deus? Qual nossa real motivação no evangelho, no Cristo da Cruz e na graça derramada por nós? Pois haverá vezes que Deus não vai responder, ou não vai nos dar o que queremos e a única coisa que vamos ouvir é: “ minha graça te basta” e neste momento , quando Deus disser isso, estará Ele sendo incorreto, injusto? Deixaremos de amá-lo e louvá-lo por isso? O autor Max Lucado contou seguinte historia:

“ nossa filha de 2 anos caiu numa piscina funda e um amigo viu e a salvou. No dia seguinte de manha no meu momento de oração fiz um tempo todo especial com Deus para louvá-lo por ter salvo minha filha. Então ouvi como se próprio Deus tivesse falado pessoalmente comigo: Eu seria menos maravilhoso se tivesse deixado ela se afogar? Seria menos bondoso se a deixasse morrer? Será que Eu estaria recebendo seu louvor nesta manha se ela estivesse morta?

 A pergunta é: Deus ainda é bom, é seu Deus quando diz não? Verdadeiramente que valor tem a cruz para vc,para nós?

 Que possamos ter a graça de Deus nos momentos de lutas, nas tentações,  contra o inimigo, para nossa personalidade, para cura do nosos corpo e alma, para nossa falta de habilidade e tantas outras coisa que podemos colocar diante de Deus e a resposta ser não!!! Deus tem todo direito de dizer não para nós, e nós temos todos os motivos para dizer obrigado, pois a graça é suficiente.

Que possamos refletir constantemente em nossas vida sobre  este presente chamado graça e que revelado no amor Dele na cruz e possamos ser assim honesto numa vida de arrependimento e motivação na cruz e tão somente na cruz acima de qualquer outra coisas.

Livro Max Lucado – Nas Garra da Graça com complementos de Fernanda Rossi…rs

Deus abençoe