UM CONVITE ESPECIAL

Mais um ano esta chegando ao fim e este convite não se trata de apenas um evento que envolve teatro, dança e musica, mas sim um tempo para avaliarmos nossas vidas e entregarmos a Deus em gratidão a colheita de 2010…Entendendo que melhor colheita que podemos entregar e nosso coração rendido ao Senhor…

Venham participar da celebração!!!

 Festa da Colheita

Domingo, 12 de dezembro

Horário: às 18:30

Local Comunidade Restauraçao – Piracicaba, Brazil – http://www.cr.org.br/fileupload/mapa.html

Deus abençoe / Fe Rossi

Um breve entendimento sobre a Festa da Colheita ou Tabernáculo

Dentre as três grandes festas comandadas por Deus, a Festa dos Tabernáculos é a de maior significado profético para nós cristãos.

Festa dos Tabernáculos acontecia  por sete dias.

Ao primeiro dia haverá santa convocação: Toque do Shofar e iniciarei a Expiação

Expiação por   10 dias –  oferecereis oferta queimada ao Senhor – arrependimento e clamarei pelo pecado e no décimo dia em reunião solene farei a expiação dos pecados. Após este 10 dias, inicia-va-se 5 dis de descanso para se ouvir Deus e 7º dia inicia-se a Festa da Colheita/Tabernaculo

RESTAURADO A FESTA DOS TABERNÁCULOS

O Senhor tem nos mostrado que a Festa dos Tabernáculo, para nós cristãos dos últimos dias, se reveste de um significado especialíssimo. Durante séculos a igreja cristã institucional tem observado apenas a festa da Páscoa – dentre as três grandes festas de Israel – Páscoa, Pentecoste, Tabernáculos (Dt 16 e Lv 23). Para nós, a Festa dos Tabernáculos significa a habitação do Senhor em nosso meio (II Co 6:16b-18), e também o fato de que estamos entrando na nossa Herança (de que Canaã era uma figura). Na verdade, Deus habitou em nosso meio na pessoa de Jesus. Em João 1:14, que diz: “E o verbo se fez carne, e habitou entre nós”, a palavra no original não é habitou, mas “tabernaculou” entre nós. Isto demonstra que Jesus era “Deus conosco”, ou seja, Deus tabernaculando conosco.

Por este motivo, temos visto os estudiosos afirmarem que Jesus não nasceu no dia 25 de dezembro, mas durante a Festa dos Tabernáculos. Isto é óbvio, se pensarmos que no dia em que Jesus nasceu, “pastores… guardavam o seu rebanho durante as vigílias da noite” (Lc 2:8). Se fosse na noite de 24 ou 25 de dezembro, isto não seria possível, devido ao frio que faz naquela região nessa época. Neste caso, os rebanhos estariam bem guardados em seus apriscos fechados, e não ao ar livre, como Lucas relata. Pode-se provar que Jesus nasceu em setembro ou outubro, estudando-se em profundidade a dada do nascimento de João Batista, 6 meses antes do nascimento de Jesus (Lc 1:36), se considerarmos que Zacarias, pai de João, era do turno de Abias (Lc 1:5). Verificando-se a época em que esse turno funcionava no tabernáculo, conclui-se que (I Cr 24:10), somando-se o tempo necessário para o nascimento de Jesus cairá durante a Festa dos Tabernáculos.

Significado profético

Além disto, a Festa dos Tabernáculos é uma Festa Profética. A sua mensagem nos fala da nossa herança, isto é, “da medida da plenitude da estatura de Cristo”, a que a Palavra de Deus nos promete que chegaremos em breve (Ef 4:11-16). Fala da glória de Deus a ser manifestada nesta “ultima casa” (Ag 2:8). Fala não apenas do milagre da provisão de Deus no meio do deserto, mas de uma provisão superabundante na terra que é nossa herança, onde teremos não apenas as “primícias”, “o penhor da nossa herança” (Rm 8:23; Ef 1:13,14), que é o Espírito Santo, mas teremos a plenitude da herança, a posse de tudo o que o Senhor tem reservado para os seus filhos.

Significado prático

A Festa dos Tabernáculos não é apenas algo que comemoramos uma vez por ano, em setembro-outubro, relembrando o passado, mas significa, para nós, uma EXPERIÊNCIA. Assim como a Páscoa é para os alvos uma experiência (libertação do pecado e da escravidão), e também o Pentecoste é uma experiência (batismo com o Espírito Santo), Tabernáculos é uma experiência a ser atingida pela Igreja Cristã.

É certo que neste mês nos reuniremos para estudar a Palavra, e adorar ao Senhor. Mas a Festa não termina depois desta Santa Convocação. Ela continua em nossos coração, que anseiam pelo seu cumprimento, pela manifestação dos seus frutos, dia após dias. E, pouco a pouco podemos sentir que o Corpo de Cristo, a igreja, esta chegando à experiência da Festa dos Tabernáculos. Aleluia. Tabernáculos será uma experiência em que todo o Corpo entrará ao mesmo tempo.

Qual deve ser o nosso interesse? Ajudar todos os membros do Corpo de Cristo a entrar em todas as experiências que Deus está revelando aos Seus nestes últimos dias, para que em breve tudo se cumpra e cheguemos a “restauração de todas as coisas (At 3:21), e possa cumprir-se cabalmente no Corpo de Cristo a experiência da Festa dos Tabernáculos.

Como observar a festa dos Tabernáculos

“Ide, comei carnes gordas, tomai bebidas doces” (Ne 8:10). Há muitas maneiras pelas quais as ações de graça pela Colheita, podem ilustrar a Ceifa Mundial que cremos que Deus nos dará, e que a Festa tipifica.  

“Dia após dia leu Esdras no livro da lei de Deus desde o primeiro dia até o último; e celebraram a Festa por sete dias” (Ne 8:18). O estudo e meditação na Palavra de Deus é uma característica do “espírito” da Festa dos Tabernáculos. Procure ler a Palavra com a família e mais outras pessoas, se possível, nestes dias.

“Saí ao monte, e trazei ramos… para fazer “cabanas” (Ne 8:15,16). Faça uma pequena cabana para lembrar o significado da Festa, tipificando a estrebaria em que Deus veio tabernacular conosco, na pessoa de Jesus. Essa cabana pode ser uma bela ilustração da verdade, especialmente para as crianças.

Apesar de tudo, estamos esperando que o Senhor, nestes últimos dias, revelará algo completamente novo a respeito da Festa dos Tabernáculos. Procure começar seguindo os princípios da Palavra de Deus, que as demais coisas o Espírito revelará a seu tempo. Amém!